domingo, 1 de janeiro de 2017

2017


Imagine a cena...

Você indo em busca das coisas que quer e lhe são importantes.
Você vai por uma estrada, 
Só com uma mochila nas costas.
Ela pesa muito e não cabe mais nada.

Onde vai guardar tuas conquistas?
E teus novos objetivos e pertences?

E aquelas coisas velhas 
Fazendo barulho.
Ocupando espaço,
Pesando e atrapalhando lá dentro?

Abra a mochila.
Descarte tudo o que está rançoso, embolorado e te faz mal.

Vai tirando,
Jogando sem dó.
Deixe apenas as lembranças que te fazem sorrir,
Que dormem com você te trazendo sonhos bons.
Deixe os momentos que valeram a pena,
As situações que te trouxeram felicidade à época.
Deixe apenas o que te faz crescer e ir em frente.

Você vai notar que dois terços do conteúdo foi posto para fora.
Feche a mochila agora bem mais leve.
Levante-se  e vá.
Vá em busca do teu Sol.
Vá em busca da Luz.

Muitas coisas não voltam mais,
pois a gente perdeu na curva do tempo para sempre.
Mas sorrir a noite sozinho lembrando,
Não tem preço.

É matéria que tem preço.

Siga e cuidado com as curvas,
O tempo é infinito e os caminhos imensuráveis,
mas você não.

Aproveite todo o bom que vier, e curta o bom que lhe veio um dia.
O resto, continue descartando. Não servirá para nada mesmo.

Ed Bianco
01/01/2017



Um comentário: